Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

27
Fev17

Manchester by the Sea.

CD

Manchester by the sea.JPG

 

Ontem, dia de Óscares, estava um bocado irritada por não ter, ainda, visto nenhum filme nomeado.

Assim, decidi abraçar o Manchester by the Sea, completamente às escuras.

E que filme maravilhoso!

Este filme tem tudo aquilo que eu gosto num livro, num filme, num espetáculo.

É simples, é natural, é real. É sobre a vida. Com tudo o que isto significa.

Faz-nos entrar, com facilidade e realismo, em todos os seus segundos, imaginar que poderíamos ser nós a pisar aquele chão, a ter que lidar com aquelas situações.

E se? E se, de facto, a história, aquela história de vida, nos acontecesse a nós?

Li algures que era um filme cru.

Acho que esta palavra encaixa, na perfeição, no que este filme pretende ser. Sem falsas intenções, direto e brutalmente real, de uma frontalidade que até magoa.

Gostei tanto!

Sublinho a interpretação brutal do Casey Affleck – merece, sem qualquer dúvida, o Óscar de melhor actor (que acabou por ganhar).

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrevam a Newsletter (prometo que não se vão arrepender)

Carreguem aqui para subscrever:)

Sigam-me

Facebook

Instagram @catarinaduarte.words

Biografia

Sou autora do livro infantil “Maria Bolinhos – no Reino da Maravilhosa Doçaria Alentejana” e do blog insensatez.blogs.sapo.pt. Escritora compulsiva: a minha vida é absorver tudo aquilo que vejo e tudo o que ouço. Se estão comigo há um certo risco de se tornarem inspiração da minha próxima personagem :) mas, calma!, não fujam já! Dou Workshops de Escrita Criativa a crianças e a adultos - são boas horas que sempre voam embaladas pelo fluir frenético da escrita. Devoro arte, sou constantemente inspirada por ela, nas suas mais diversas formas: livros, pintura, música, cinema, fotografia. Mas, também, jardins, praias, arestas dos prédios recortados da minha Lisboa: inspiro a luz que escorre pelas suas paredes, expiro um texto completo de incertezas. Não passo sem café, sem livros, sem as minhas viagens mas, especialmente, sem o ar livre da minha cidade, a minha maior inspiração. Tenho 32 anos, vivo em Lisboa com o meu marido e com as minhas palavras preferidas.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D