Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

28
Jun16

Por que é que a Islândia ganhou à Inglaterra?

CD

IMG_3297.JPG

Por que é que a Islândia ganhou à Inglaterra?

Não sei. Estava absorvida num jantar profissional e, por isso, não vi o jogo. Mas mentia se dissesse que não estive com um olhinho no seu evoluir. E mentia ainda mais se não assumisse que não queria que a Islândia ganhasse! E que não quis que passasse, conjuntamente com Portugal, os grupos. 

Por que é que a Islândia ganhou a Inglaterra? 

Não sei. 

Mas eis o que garanto: a Islândia é um país que não se explica. É um país, de certa forma, áspero e duro. Mas fortemente contrabalançado por uma forte hospitalidade e profunda beleza. Notório na alegria e cânticos que se fazem sentir em todos os seus jogos da selecção. Um misto de dedicação, incentivo e familiaridade. A Islândia é um país familiar. 

Na verdade, por muitas palavras que use, por muitos textos que se escreva, a viagem à Islândia é sempre envolta por neblinas e surpresas. Roça, tantas vezes, o enigmático e a penumbra. 

A Islândia é um país que não se explica; é um país onde facilmente se mergulha nas suas profundezas e que nos surpreende com a sua diversidade: áreas verdejantes, praias vulcânicas, crateras transformadas em lagos monstruosos, cascatas intermináveis, icebergues deslumbrantes e 330.000 pessoas.

Um país, uma ilha e 330.000 pessoas. Que acreditam em duendes e elfos. Que descendem dos Vikings. Um país, uma ilha e 330.000 pessoas. E familiar. Um país que vive embrulhado nas noites frias e dolorosas do seu inverno. E que, no verão, que é mais frio do que o nosso inverno, arregaça as mangas e explora profundamente o seu próprio interior. 

Por que é que a Islândia ganhou à Inglaterra?

Não sei. 

A Islândia é um país que não se explica. E acrescento: que não se mostra! É um país onde a cultura é trabalhada a sério. Onde as pessoas lêem a sério; onde as pessoas fazem música a sério. Onde as pessoas se desenvolvem a sério. 

A Islândia é um país que não se explica.

A Islândia vive-se e embala-se e espera-se por uma nova oportunidade para nela voltar a mergulhar. 

Fui muito feliz na Islândia. E espero voltar a ser 💛

Por tudo isto, torço porque avancem o máximo que conseguirem nesta competição. Porque merecem.

 

IMG_3295.JPG

 

IMG_3296.JPG

 

IMG_3298.JPG

 

IMG_3300.JPG

 

IMG_3301.JPG

 

IMG_3303.JPG

 

IMG_3304.JPG

 

IMG_3305.JPG

 

IMG_3306.JPG

 

IMG_3307.JPG

 

IMG_3308.JPG

 

Nesta foto está o meu marido, entre duas placas intercontinentais. 

IMG_3294.JPG

E nós os dois 💛

IMG_3302.JPG

Boa terça-feira!

 

Instagram www.instagram.com/catarinaduarte.words

Facebook https://www.facebook.com/catarinaduartewords

Twitter https://twitter.com/cduartewords

 

16 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrevam a Newsletter (prometo que não se vão arrepender)

Carreguem aqui para subscrever:)

Sigam-me

Facebook

Instagram @catarinaduarte.words

Biografia

Sou autora do livro infantil “Maria Bolinhos – no Reino da Maravilhosa Doçaria Alentejana” e do blog insensatez.blogs.sapo.pt. Escritora compulsiva: a minha vida é absorver tudo aquilo que vejo e tudo o que ouço. Se estão comigo há um certo risco de se tornarem inspiração da minha próxima personagem :) mas, calma!, não fujam já! Dou Workshops de Escrita Criativa a crianças e a adultos - são boas horas que sempre voam embaladas pelo fluir frenético da escrita. Devoro arte, sou constantemente inspirada por ela, nas suas mais diversas formas: livros, pintura, música, cinema, fotografia. Mas, também, jardins, praias, arestas dos prédios recortados da minha Lisboa: inspiro a luz que escorre pelas suas paredes, expiro um texto completo de incertezas. Não passo sem café, sem livros, sem as minhas viagens mas, especialmente, sem o ar livre da minha cidade, a minha maior inspiração. Tenho 32 anos, vivo em Lisboa com o meu marido e com as minhas palavras preferidas.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D