Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

20
Nov17

Steve McCurry - no Porto.

CD

The World of Steve Mccurry_755x470.jpg

 

Ia começar este texto dizendo que, quem segue fotografia com alguma atenção, sabe quem é Steve McCurry.

Mas depois, bom, depois lembrei-me que é impossível, alguém não ter visto, em algum momento da sua vida, a fotografia acima, que, em 1984, fez capa na revista National Geographic. A eterna menina afegã de olhos muito verdes que, na altura, tinha 10 anos.

Essa fotografia, lá está, foi tirada por Steve McCurry num campo de refugiados.

 

Pescadores en Weligama, Sri Lanka. Foto © Steve M

 

Eu sou fã do seu trabalho. As expressões, as cores, a composição: está tudo lá.

 

mw-1240.jpg

 

Steve_mccurry.jpg

 

Por isso, claro, fiquei muito feliz quando descobri que Steve McCurry tem uma exposição no Porto.

E, não sendo precisas muitas desculpas para visitar esta cidade, com este empurrão final, já estamos a combinar um fim-de-semana prolongado no Porto.

 

mw-1240 (1).jpg

 

Boa sugestão, não?

 

(informação horária e preços retirada do site https://www.noticiasmagazine.pt)

The World of Steve McCurry 
Alfândega do Porto
Até 31 de dezembro 
De segunda a sexta-feira das 10h00 às 18h00
Sábados, domingos e feriados das 10h00 às 19h00
Adultos: 11 euros
Crianças dos 4 aos 12 anos: 7 euros

Seniores e estudante: 9 euros

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrevam a Newsletter (prometo que não se vão arrepender)

Carreguem aqui para subscrever:)

Sigam-me

Facebook

Instagram @catarinaduarte.words

Biografia

Sou autora do livro infantil “Maria Bolinhos – no Reino da Maravilhosa Doçaria Alentejana” e do blog insensatez.blogs.sapo.pt. Escritora compulsiva: a minha vida é absorver tudo aquilo que vejo e tudo o que ouço. Se estão comigo há um certo risco de se tornarem inspiração da minha próxima personagem :) mas, calma!, não fujam já! Dou Workshops de Escrita Criativa a crianças e a adultos - são boas horas que sempre voam embaladas pelo fluir frenético da escrita. Devoro arte, sou constantemente inspirada por ela, nas suas mais diversas formas: livros, pintura, música, cinema, fotografia. Mas, também, jardins, praias, arestas dos prédios recortados da minha Lisboa: inspiro a luz que escorre pelas suas paredes, expiro um texto completo de incertezas. Não passo sem café, sem livros, sem as minhas viagens mas, especialmente, sem o ar livre da minha cidade, a minha maior inspiração. Tenho 32 anos, vivo em Lisboa com o meu marido e com as minhas palavras preferidas.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D