Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

30.03.20

Não cheguei.

Catarina Duarte
Não cheguei para dar dicas sobre como sobreviver, com a mente sã até ao último dia, a esta quarentena. Não cheguei repleta de esquemas de ginástica para fazerem em casa. Também não trouxe, comigo, quaisquer actividades para os miúdos. Estamos todos cansados, não é isso? E também da mesma informação que se repete, linha após linha, imagem após imagem. Cheguei agora para dizer que, não sendo a melhor das dicas, trago uma ideia que considero boa. Aproveitem estes dias e (...)
27.01.20

Pessoas que sugam.

Catarina Duarte
Há uns tempos, ouvi um conceituado humorista referir que há pessoas que lhe sugam a energia, esvaziando-o de qualquer vontade de viver. Concluí eu, pelo decorrer da conversa a que assisti, que “sugar” era mesmo a palavra que eu procurava para descrever também eu as pessoas que me aspiram a força e o ar como se de um saco de vácuo se tratasse. Há quem nasça com o objectivo concreto, embora não oficializado, de colocar energia negativa em tudo o que toca. São as típicas (...)
20.01.20

Segunda-feira.

Catarina Duarte
É bom terminar o fim-de-semana com uma história de amor. É melhor começar a semana com uma história de amor ainda quentinha, aqui, aqui dentro. Ontem deu a Snu, na TVCine. Foi bom. Boa semana.
17.01.20

Opinião: Noah Surf House.

Catarina Duarte
  No passado fim-de-semana, estivemos num sítio altamente recomendável, situado a menos de uma hora de Lisboa. Havendo possibilidade, não deixem de experimentar. Não se assustem com o nome, achando que é um local apenas direcionado para surfistas, e que vocês, pessoas que não fazem surf, não vão usufruir deste espaço. Não se assustem porque não é apenas para surfistas. Não é mesmo. Hoje falo-vos no Noah Surf House.         O Noah Surf House, para além da arquitetura (...)
14.01.20

Planear para envelhecer.

Catarina Duarte
Antecipem os vossos problemas, planeiem o vosso futuro, construam, vivam e deixem viver.   Conseguimos prever bastante. Planeando conseguimos até antever e controlar o nosso médio prazo para vivermos sem grandes incertezas. Permite-nos estar preparados, com as condições reunidas para assegurar quase tudo o que queremos. Ou, então, para saber com relativa distância que não vamos conseguir o que pretendemos. Criar planos B, mudar a rota ou rumo, caso seja essa a vontade, também é (...)
23.12.19

Opinião - Casa do Roxo.

Catarina Duarte
  No fim-de-semana em que fomos andar de Balão de Ar Quente, marcamos alojamento na Casa do Roxo. Tínhamos algumas opções em vista mas, pela tranquilidade e simplicidade que transparecia nas fotos, a Casa do Roxo contemplava tudo aquilo que nos apetecia. E não desiludiu. Um sítio calmo, pacato, na Mina da Juliana, em Beja.     Gostaria de dizer que aproveitamos a piscina e da (...)
04.12.19

Quartas-feiras.

Catarina Duarte
Reuniam-se sempre às quartas-feiras, às seis e meia da tarde, e para além de Deus, e dela também, poucos sabiam o que precisava de fazer para lá estar a essas horas. Fugia do escritório às seis em ponto, voava até ao autocarro, está certo que era apenas uma única paragem, mas, depois, ainda tinha o metro, onde as paragens passavam a três, e, depois, mais dez minutos a pé. Se tudo fluísse como esperado, chegava cinco minutos atrasada; caso contrário, nem valia a pena ir.   (...)
03.12.19

Voo de Balão de Ar Quente - Alentejo.

Catarina Duarte
  Num dos fins-de-semana de Outubro, e a um título muito especial, resolvemos marcar uma viagem de Balão de Ar Quente, no nosso querido Alentejo. Foi um fim-de-semana cheio, muito quente apesar do frio, com bastante comida à mistura, como só os fins-de-semana quentes conseguem ter.   Reservamos com a Up Alentejo e à hora marcada (de manhã muito cedo) lá estávamos no sítio combinado. A partida ocorreu num descampado no (...)