Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Sex | 16.06.17

As assinaturas acompanham-nos.

CD

9D57EF2D-524F-40EB-AB6A-35190C9A8161.jpg

 

Todos os livros por mim comprados, são alvo, logo no início do nosso relacionamento, de uma perversa violação. Saco sempre da caneta e, sem dó nem piedade, registo para todo sempre, a sua primeira proprietária. Assim, na sua primeira folha, escrevo o meu nome juntamente com o mês e o ano de compra. Aqui há uns tempos, herdei alguns livros dos meus pais, naquilo que foi uma espécie de Natal antecipado. Trouxe para férias, para saborear durante esta semana, o Triunfo dos Porcos, de George Orwell, que veio nessa remessa de livros adquiridos. Ontem, quando folheava o livro, cruzei-me com a assinatura do meu pai, no verso da sua última folha, e com a data de compra do livro, um 4/7/77 alongado e fino, como é sempre a sua forma de escrever. A assinatura, essa, nos últimos 40 anos, mudou. Tornou-se ainda mais alongada, ainda mais fina, com o nome ainda mais esbatido, ainda mais arrastado, mas onde ainda se detecta, o A de António, de forma perfeita e transparente. Mudamos. Mudamos sempre. As assinaturas acompanham-nos. Disso não tenho dúvidas.

3 comentários

Comentar post