Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

17.01.17

Moçambique - Maputo.

Catarina Duarte
  Sempre quis ir a Maputo. Diziam que, na época colonial, era uma cidade mil vezes mais bonita do que Lisboa, provavelmente, com mais camarão e mais sol - acrescento eu.     A verdade é que sentimos uma certa mística a pairar na cidade, justificada (talvez) pelas ligações históricas que nos unem a ela. A verdade (também) é que não ficamos indiferentes com a história escrita nas paredes dos seus prédios ou naquela que está traçada no desenho geométrico das suas ruas.     É uma cidade que não está bem cuidada – há lixo e desleixo um pouco por todo o lado. Nesse aspecto, pela saudade que algumas pessoas que conheço sentem relativamente a esta cidade, tinha a expectativa de encontrar uma cidade mais acarinhada, (...)
16.01.17

Sobre África.

Catarina Duarte
Não sei se há uma razão concreta ou se são apenas ondulações da minha mente (da parte mais romântica) mas sinto que há uma ligação, quase sanguinária, entre os portugueses e África. A existirem essas razões, podem apontar como um: “mas isso és tu que tens família africana”. Remato apenas: não tenho. E eu, mesmo não tendo um pai angolano ou uma mãe moçambicana (ou de qualquer outra ex-colónia portuguesa), sinto uma atracção quase sobrenatural por este continente. Se (...)
07.01.17

África do Sul.

Catarina Duarte
  Gosto muito desta fotografia. É, até agora, a minha preferida desta viagem e (parece-me) dificilmente será batida por outra. Mais do que a vista soberba (África do Sul - God's Window) que, por si só, já seria suficiente para dar algum samba à imagem, mais do que o enquadramento minimamente geométrico que tanto aprecio, esta fotografia reflete - exatamente - aquilo que nós somos: até podemos estar cada um a olhar para seu lado mas sempre o faremos de mãos dadas.   (Vou (...)
04.01.17

Moçambique - Vilanculos, Bazaruto, Benguerra e Ilha de Santa Carolina.

Catarina Duarte
Há muito tempo que queria pisar o solo de Moçambique (sobre isto escreverei mais tarde mas julgo que, em todos os portugueses, existe sempre um certo impulso que nos leva a querer visitar África). Resolvemos, quase do dia para a noite, (minimamente) organizar esta viagem. Sabíamos que os meses de dezembro e janeiro são dos meses mais fortes para o turismo de Moçambique: é a época alta onde o país é completamente invadido por turistas da África do Sul. Assim que chegamos a (...)
04.01.17

Uma boa forma de começar 2017.

Catarina Duarte
  Tenho sentimentos mistos com a passagem de ano. Por um lado, não a adoro particularmente mas, por outro, é para mim um momento de introspecção, momento esse que necessito (e quero que exista) para balancear a minha vida. Normalmente, passo a meia noite desorientada entre a tentativa de conseguir engolir 12 passas em 12 segundos (ninguém consegue, certo?), a (grande) vontade de beber espumante e as lágrimas que caem sempre, fruto da saudade que sinto pelas (minhas) pessoas, (...)
03.09.16

It's Biarritz, baby!

Catarina Duarte
  Para terminar esta viagem, seguimos até Biarritz. É uma cidade charmosa, onde os prédios são requintados, as ruas são arranjadas e as lojas são aprimoradas.     (...)
01.09.16

País Basco: San Sebastián

Catarina Duarte
  San Sebastián foi a estrelinha que deixámos para penúltimo ponto desta viagem. Não só porque facilitava a lógica da mesma mas também porque as boas impressões que tínhamos eram mais do que muitas e, aqui dentro, gostamos de deixar o melhor para o fim. Esta cidade é, de facto, encantadora. Ficámos alojados do centro, onde os bares, os (...)
30.08.16

País Basco: Bilbao.

Catarina Duarte
  Não conseguia voltar a pincelar Bilbao sem perder algum tempo no Guggenheim Museum Bilbao – fui ver duas exposições temporárias sendo que uma delas, não me encheu propriamente as medidas e foi, assumo até, uma pequena desilusão. Refiro-me à “Shadows” do Andy Warhol. Porém, a segunda temporária que visitei foi muito boa mesmo, chama-se (...)