Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Qua | 26.07.17

As pessoas das finanças.

CD

(Desculpem não haver muita diversidade de temas hoje)

Onde espero, nesta sala, as pessoas são todas muito diferentes. Visualmente, pelo menos visualmente, as diferenças são demasiado notórias. Tenho uma miúda fina e de saltos altos, com ar preocupado, à minhas frente, tenho uma senhora de cabelo desgrenhado, que remexe os dedos de forma impaciente, à minha direita, tenho um senhor que fala alto ao telefone, ao fundo da sala, tenho uma mãe ríspida que dá um iogurte, de forma igualmente ríspida, ao seu filho. Há mais, muitos mais: podia passar o dia a relatar as pessoas que entram nesta sala, à medida que aparecem, à medida que desaparecem.

Com as nossas diferenças visuais, eu também estou preocupada como a miúda fina, também estou impaciente como a senhora de penteado desgrenhado, também já fui ríspida, como a mãe que dava o iogurte ao filho, com a primeira senhora que me atendeu nesta repartição. Apesar das nossas muitas diferenças visuais, é incrível como somos todos mais parecidos do que aquilo que achamos possível.

(E, sim, continuo à espera.)