Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Dom | 22.01.17

Como apanhar gripe na nossa própria casa.

Catarina Duarte

casas.jpg

 

As construções dos nossos prédios são uma valente bosta. Mesmo aqueles que valorizamos com um simples “Já viste? Aquele prédio tem anos e anos e anos e nem uma ponta de humidade a escorrer pelas paredes.”, mesmo esses, têm má construção.

Percebe-se isso quando chegam as temperaturas frias (e nem precisam de ser “muito” frias). Não estamos preparados para receber o inverno.

A menos que se tenha aquecimento central, equilibradamente distribuído pela casa, a opção passa sempre por ter radiadores espalhados pelas áreas onde mais estamos.

No meu caso, existem dois. Um na sala, outro no quarto que, minimamente, dão conta do recado.

O problema surge quando queremos ir buscar um copo de água à cozinha ou ir à casa de banho.

São completas artimanhas para não nos constiparmos tal a diferença de temperatura entre a sala e a cozinha.

Isto não acontece nos países nórdicos (ou noutros países), por exemplo, onde as casas estão perfeitamente climatizadas, onde é possível andar de t-shirt e descalço em casa.

Era bom que se investisse mais neste ponto. Para bem da nossa saúde.

 

Estou aqui:

Instagram

Facebook

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.