Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 30.07.18

E admiram-se que haja cada vez menos confiança nos políticos?

CD

ricardo robles.jpg

 

Uma pessoa do Bloco de Esquerda, após apregoar de forma bastante efusiva que “aqui podia viver gente”, manifesta a sua intenção de vender um prédio em Alfama por € 5.700.00,00 que tinha sido comprado há quatro anos por € 347.000,00.

 

Após toda a polémica, não havia outro caminho para Ricardo Robles ou, talvez até fique mais certo se eu disser, para o Bloco de Esquerda, sem ser o caminho da sua demissão. Só peca por tardia, na minha opinião. Não sou propriamente analista política – longe, muito longe disso - mas parece-me óbvio que esta mancha no Bloco, como está, já vai ser difícil de limpar, pior ainda se Ricardo Robles continuasse como vereador da Câmara Municipal de Lisboa.

 

Nada contra quem compra casas, quem vende casas, quem faz dinheiro com casas. Chama-se Lei do Mercado. Agora, fazer disto bandeira de campanha e depois fazer exatamente o oposto?! Isto é escandaloso.

 

Os políticos têm que ser completamente à prova de bala. A sua imagem deve ser limpa, a sua história deve ser escrutinada até à medula e deve ser impossível de detetar o mais ínfimo desvio de carácter, porque ele não pode mesmo existir.

 

Dizes uma coisa e fazes outra? Deves ser penalizado. Deves demitir-te. Deves fazer a tua vida longe da política. Se não és exemplo de idoneidade moral não deves estar nesse cargo.

 

Estar na política significa servir pessoas e um país. Significa mexer com dinheiros que não são deles. Se alguém diz algo, deve pautar todos os seus comportamentos em linha com o que transmitiu, caso contrário, andamos todos a contribuir para que haja cada vez menos fé na política e julgo que não é mesmo esse o jogo que queremos jogar.

2 comentários

Comentar post