Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 04.07.16

Ela não gostava do verão.

CD

Do boião azul, retirava, noite após noite, o creme que usava para amaciar os pés. Massajava calmamente, fornecendo o tempo necessário para que este fosse absorvido, de modo a alisar as gretas criadas pela erosão da areia. 

Ela não gostava do verão mas passeava-se na praia ao entardecer, a refilar com os pingos de água que lhe salpicavam as calças largas.

As mãos estavam dilatadas e, antes de adormecer, replicava-se em rotinas para drenar os líquidos mantidos nos seus dedos. Os anéis encolhiam. Encolhem sempre no verão.

Ela não gostava do verão.

Mas, e ela também o sabia, os gostos nunca pedalam sozinhos.

O sol pesado e o tempo seco desta estação não criam, nunca criaram, qualquer típico de condições, para que ela trocasse a volta aos planos e conseguisse saborear melhor o calor desta época.