Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Ter | 20.03.18

Há sempre alguém importante que não aparece nas fotografias.

CD

fotografia antiga.jpg

 

Pensei, durante o dia do pai de ontem, que isto das fotografias é muito giro mas, na generalidade dos casos, só é possível porque há alguém que fotografa.

 

Numa das fotografias que partilharam, ontem, nas redes, via-se um pai muito novo, de bigode, sentado num sofá de veludo laranja, muito anos 80, a segurar um bebé. A pessoa que partilhou a fotografia agradecia o pai extraordinário que tinha.

 

Esta fotografia, numa época em que as fotografias não eram tão imediatas como são hoje (ou nada imediatas mesmo), só aconteceu porque alguém reconheceu esta imagem como ato de amor.

 

Não se dá os devidos créditos a quem fotografava, numa altura em que as fotografias eram escassas, numa altura em que não havia aquela obsessão pela fotografia perfeita, numa altura em que o objetivo era apenas fotografar a simplicidade o amor. 

2 comentários

Comentar post