Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Qui | 07.07.16

Na final.

CD

IMG_3519.JPG

 

O meu amor, este que sinto pela nossa selecção (entenda-se: pelo grupo; não por nenhum jogador em particular), foi-se alterando à medida que este campeonato foi avançando.

Mas, julgo eu, o comportamento desta equipa também se foi modificando.

Continuo a considerar que a sorte esteve sempre do nosso lado. E com isto confirmei o que já suspeitava: isto, da sorte proteger os audazes, é mesmo verdade.

Continuo a verificar que não jogamos grande coisa – estou habituada a ver o Benfica, desculpem! Ahaha –, que a equipa está constantemente partida e que existem jogadores frequentemente mal posicionados.

Mas, ontem, em especial na segunda parte, vi uma equipa mais “equipa”. O que é sempre maravilhoso dado que estamos a falar de futebol.

A única coisa que mexe seriamente comigo é saber que temos jogadores admiráveis e que não adoro ver jogos em que se joga para safar – mas isso sou eu: que aprecio vencer.

Estou feliz por estarmos na final, qualquer português que se preze deve estar e, por isso, não vou agoirar dizendo o que acho que vai acontecer no domingo. Porque, independentemente do resultado final, o destino, esse com quem andamos sempre às turras, parece estar a tentar, finalmente, fazer as pazes connosco permitindo-nos, no horizonte temporal de apenas 12 anos, estar duas vezes na final de um campeonato europeu.

 

Dá-lhe, Portugal!

 

Instagram www.instagram.com/catarinaduarte.words

Facebook https://www.facebook.com/catarinaduartewords

Twitter https://twitter.com/cduartewords