Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 16.10.17

Numa época já não tão silly: incêndios.

Catarina Duarte

Braga a arder.jpg

Fotografia de Daniel Camacho, tirada ontem, em Braga.

 

Depois da história que se repete, ano após ano, dos incêndios onde, normalmente, sobram as pessoas, quando as árvores, queimadas e sós, morrem de pé, estamos a ter um Outubro a arder, devido a factores que, embora relevantes, pouco acrescentam.

 

Há muito que a silly season passou, não venham, por isso, argumentar (como já ouvi argumentar) que, à falta de assunto, se inundam os jornais com notícias de incêndios. Como se “incêndios” fosse um tema menor. Isto é grave! Muito grave!

 

No meio de uma história que se repete, sempre quente, sempre com consequências, agora com consequências humanas, continuo à espera (sentada, imagino) das consequências políticas, aquelas que me prometeram “se for caso disso”, como julgo ser o caso.

 

Resta-nos respirar o ar pouco limpo deste mês de Outubro e aguardar o encerramento deste capítulo porque, em breve, surgirá a saga das cheias. E depois, novamente, a dos incêndios. E depois a das cheias. E depois, novamente, a dos incêndios.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.