Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 13.04.20

Opinião: Sara - Série.

Catarina Duarte

Sara-rtp-flickr.jpg

Parece-me que estamos todos fartos do mesmo: das mesmas cenas, dos mesmos diálogos, das mesmas histórias. Mudam os actores, mudam os cenários, muda o enquadramento, mas ficamos sempre com aquela sensação: eu já vi isto em qualquer lado. Acontece-me muito com os livros, mas também com as séries e com os filmes.

É cada vez mais difícil ouvir, ler ou ver uma história diferente ou, simplesmente, a mesma história de sempre mas contada de forma diferente.
Por isso, procuro sempre sugestões novas e tento sempre dar aquilo que acho que acrescenta valor para esse lado.
É o caso da série "Sara", uma ideia original de Bruno Nogueira.

sara_bruno nogueira.jpg

É cómica e dramática. Umas vezes é demasiado irrealista e, outras vezes (talvez até estejamos a falar das mesmas, nem sem bem), completamente corpórea, palpável e terrena.

Tem cenas em que "está-se mesmo a ver" mas que este "está-se mesmo a ver" é propositado e lá colocado para ser visto exactamente como "está-se mesmo a ver".

Para além disso, tem actores incríveis como Nuno Lopes, Albano Jerónimo, Rita Blanco, entre outros.

saraa.jpg

Ao longo de oito episódios, vemos a actriz Sara Moreno (interpretada por Beatriz Batarda), cuja carreira foi desenhada pelo cinema, a ser conduzida, por si e por si, nas suas duas vertentes presentes no filme, na sequência de uma perda de característica enquanto actriz, para o mundo das novelas. Com tudo o que isso representa. 

sara.jpg

É a minha sugestão para esta quarentena. Vale bem a pena.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.