Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Dom | 16.10.16

Os domingos de outono.

Catarina Duarte

Os domingos, estes de outono, querem-se calmos.

Na verdade, não se querem calmos, querem-se a arrastar.

Os pensamentos querem-se a desvanecer, querem-se a ir até ao sofá. Querem-se a ficar por lá.

Os gestos querem-se lentos, pausados e contidos e as vozes precisam-se baixas, quase excluídas do corpo que lhes dá alma.

O acordar é lento. A vida, nestes domingos de outono, simplesmente, passa. Nós permitimos que ela avance por nós pausadamente e não nos queixamos. Nós até gostamos. Nós até agradecemos.

São assim os nossos domingos de outono.

4 comentários

Comentar post