Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Qua | 03.08.16

Os palmiers do Moinho.

CD

felizes.jpg

São raras as vezes que regresso à morada onde vivi durante mais de vinte anos.

Por nenhuma razão em particular, simplesmente porque não pertence ao percurso que faço diariamente.

No outro dia, fiz questão de lá estacionar, quando me dirigia para determinado local.

É sempre difícil voltar aos sítios onde fomos felizes – pude comprová-lo nesse dia.

Entrei numa das pastelarias da minha infância, os donos reconheceram-me e falaram-me com aquele carinho típico de quem nos viu crescer. Pedi um palmier para matar saudades.

E, como eram tantas as saudades, demais até, quando terminei o primeiro palmier, avancei, sem medos, para o segundo.

Não sou comedida quando o tema é matar saudades e, verdade seja dita, por ali teria ficado, a matá-las, umas atrás das outras, se o encontro que eu tinha marcado já não tivesse começado.

 

Facebook https://www.facebook.com/catarinaduartewords