Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Dom | 13.03.16

Pequenos verões no meio do nosso inverno.

CD

Isto de existirem pequenos verões no meio do nosso inverno não deixa de ter a sua piada. É açúcar. É rebuçado. É o doce que precisávamos para desenjoar de um almoço demorado. O mais certo é para a semana chover. Arrisco-me a dizer que, exactamente por isso, beliscam-se as vontades de estar na praia. A generalidade das pessoas que conheço são pessoas que gostam dos pés no quente da areia, são pessoas que mergulham forte no mar, são pessoas que, à primeira oportunidade, não se ensaiam em depositar os seus corpos na praia. Não abdicam também, é verdade, do sossego do inverno, da calma da chuva, do cinzento dos dias - existem por uma razão: contrabalançar o verão que se quer de festa e folgado. Equilibrar a gala mirabolante dos dias longos de verão. Sim, a sua função, a do inverno, está definida: é dar tempo. Dar um tempo aos jantares tardios, às noites dançantes, às manhãs demoradas, às peles manchadas, a cheirar a sal pingado com sol; o inverno existe para dar um momento ao tempo.

Este fim-de-semana foi o rebuçado precisávamos para adoçar este inverno que, é certo que tanta falta nos faz, mas que já tarda em terminar.

Boa semana :)

Instagram @catarina_lduarte

Facebook https://www.facebook.com/catarinaduartewords