Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 08.01.18

Quanto tempo vai durar a recordação de nós?

CD

 

DSCF6472.JPG

 

Não estou a falar da nossa recordação ou da nossa capacidade de memória. Refiro-me à recordação que têm de nós.

 

Penso tantas vezes nisto.

 

Quantos de nós se lembram dos seus trisavós? Quem os conheceu realmente? Ainda repetem as suas histórias, as histórias que ouviram de boca em boca, ou já caíram completamente no esquecimento?

 

Imagino, dos bisavós para trás, que não conheci nenhum, todos a preto e branco e sem se rirem.

 

Não sei os seus nomes, eles foram esquecidos, as suas histórias não saltitaram, não foram, de algum modo, registadas e, consequentemente, foram todos apagados da nossa memória.

 

“Nós vivemos enquanto falarem de nós.” – Acredito muito nesta frase cujo autor desconheço mas que é possível que seja o meu pai.

 

Daqui a 100 anos ninguém se lembrará das nossas feições, dos nossos tiques, da nossa voz. As nossas histórias deixarão de ter importância e o mais certo é terem sido esquecidas.

 

Isto é só para concretizar o quão insignificantes todos somos.

10 comentários

Comentar post