Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Seg | 05.03.18

Sobre os Óscares.

Catarina Duarte

Oscares.jpg

 

Este ano, para os Óscares, eu só pedia uma coisa que, na verdade, são três (começaram por ser só duas mas, entretanto, introduzi mais uma): ver os filmes “Três Cartazes à Beira da Estrada”, o “Eu, Tonya” e o “Call Me By Your Name”.

(Por que é que traduzi os dois primeiros nomes e não o último? Não sei... talvez porque gosto muito da musicalidade do nome em inglês ou, talvez ainda, por que me habituei a chamá-lo assim.)

 

Só consegui cumprir 2/3 do que queria: ficou-me a faltar aquele que, à partida, tem mais a ver comigo, pela sua fotografia, música, e, sei lá, inocência na arte. Pelo que tenho lido, o “Call Me By Your Name” é muito disto mas posso estar enganada. Parece que estou a guardá-lo, porque já sei que o vou adorar (só espero não me vir a desiludir!).

 

Bom, do que vi, posso dizer que os vencedores dos Óscares de Melhor Atriz Principal (Frances McDormand, pela sua interpretação no filme "Três Cartazes à Beira da Estrada"), de Melhor Ator Secundário (Sam Rockwell, pela sua interpretação no filme "Três Cartazes à Beira da Estrada") e de Melhor Atriz Secundária (Allison Janney, pelo seu papel no "Eu, Tonya" – eu A-DO-REI este papel) foram muito bem entregues.

 

Nos próximos dias, vou escrever sobre o filme “Eu, Tonya”. Já viram?

 

E vocês, o que acharam dos vencedores?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.