Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

04.07.18

Sugestões de Leitura – Férias.

CD
 Como já vem sendo habitual, aqui estou eu para vos recomendar 3 óptimos livros para lerem nas férias. O objectivo, como sempre, é sugerir 3 livros muito diferentes entre eles. Espero que gostem e que depois, após os lerem, partilhem a vossa opinião! - O Talentoso Mr. Ripley, de Patricia Highsmith – Cá estou eu a falar novamente deste livro mas ele é tão, mas tão bom! Não entendo como é que não é mais falado. Como sugeri há uns tempos, após a sua leitura, recomendo (...)
02.05.18

Escher – uma exposição a não perder.

CD
 A última grande exposição que vi em Lisboa – e que me encheu francamente as medidas - foi a de Escher e encontra-se em exibição no Museu de Arte Popular, até dia 27 de maio de 2018.  Possivelmente, o nome de Escher não vos diz grande coisa mas, seguramente, que reconhecem algumas das suas obras pois já as viram nos mais variados locais como, por exemplo, em publicidade (IKEA), em séries (Simpsons) ou em filmes (Inception).  Mas, afinal, quem foi Escher? Escher foi um (...)
17.01.18

Opinião: The Killing Fields (vamos falar de clássicos?)

CD
  Há uns tempos, no instagram, após ter visto dois filmes de guerra, filmes clássicos, questionei se fazia sentido escrever sobre eles. São tão, tão, tão antigos que, pela surpresa da opinião, julguei já não fazer sentido. Até fiz um daqueles questionários modernos, para avaliar a aceitação de um post sobre os ditos. Mas as pessoas disseram que sim, que valia imensooo a pena, que queriam imensoooo saber a minha (...)
05.12.17

O que acontece quando a nossa mente explode?

CD
  No sábado passado, fomos ao Museu Berardo, no Centro Cultural de Belém, ver a exposição do fotógrafo chinês Lu Nan. Já tinha ouvido falar muito bem sobre esta exposição (por exemplo, aqui) e a vontade foi aumentando. Esta exposição está dividida em 3 partes: a primeira retrata a vida nos hospitais de doenças mentais (de 1989 e 1990), a segunda mostra as comunidades católicas em (...)
28.11.17

Opinião - O Substituto.

CD
 Não é assim tão comum, eu gostar realmente de um filme. Quando digo gostar, refiro ao ponto de me sentir completamente repleta com as imagens e com as ideias do mesmo. Também não é raro, calma lá, que não sou nenhuma intelectual cinematográfica. O meu primo Francisco andava atrás de mim, desde há uns tempos para cá, para eu ver o filme "O Substituto" (sim, esse que é de 2011) até que, um belo dia, lá resolvi dedicar-me a ele. Se o trago aqui hoje é também para (...)
20.11.17

Steve McCurry - no Porto.

CD
 Ia começar este texto dizendo que, quem segue fotografia com alguma atenção, sabe quem é Steve McCurry.Mas depois, bom, depois lembrei-me que é impossível, alguém não ter visto, em algum momento da sua vida, a fotografia acima, que, em 1984, fez capa na revista National Geographic. A eterna menina afegã de olhos muito verdes que, na altura, tinha 10 anos.Essa fotografia, lá está, foi tirada por Steve McCurry num campo de refugiados.  Eu sou fã do seu trabalho. As (...)
02.11.17

While Away - Fotografia - uma sugestão.

CD
 Gostava de partilhar convosco esta exposição chamada While Away. É dedicada aos jovens portugueses que estiveram mais de um mês por este mundo fora.Esta exposição está na Praça Luís de Camões, até dia 04/11.Ontem estive lá e, a minha fotografia preferida, está na fotografia abaixo, qual matrioska fotográfica - mas não é por ser a fotografia da minha prima (digo eu de forma, altamente, imparcial):  ❤︎
21.09.17

E foi-se. O Narcos.

CD
 Das poucas coisas que me preocupam na vida, está, com algum destaque, o final da série Narcos (sim, sou uma pessoa sem preocupações de maior). Vocês sabem, acho que sabem, que eu não sou a maior fã de séries: por um lado, o facto de terem episódios curtos seduz-me; mas, por outro, o facto de demorarem muito tempo exige uma concentração que não estou disposta a ter – especialmente, ao final do dia, altura que reservo para fazer… nada. Mas, bom, ocasionalmente, surge uma (...)
01.09.17

Namoro à espanhola.

CD
 Esta semana, a RTP passou um filme chamado “Namoro à espanhola”, muito bem traduzido do título original: Ocho apelidos vascos. Não sendo propriamente o filme mais surpreendente da história, não deixa de ser um filme que dispõe bem e, por isso, trago-o hoje para partilhar convosco. Conta, então, a história de um sevilhano que se apaixona por uma basca, após se terem conhecido (não da melhor maneira) numa noite em Sevilha. Todos nós conhecemos os estereótipos de um local (...)