Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Qui | 23.11.17

Tenho de escrever?

Catarina Duarte

Tenho de escrever.jpg

 

A ideia deste texto surgiu de uma imagem que partilhei, há uns tempos, e que é a contracapa do livro “Carta a um jovem poeta”. Nela, esta pergunta surge limpa e directa: tenho de escrever?

 

Revisto esta pergunta com mais regularidade do que imaginam. Não que tenha dúvidas sobre se preciso ou se tenho  de escrever e, consequentemente, por precisar ou ter de escrever, o faça realmente, mas porque tenho genuína curiosidade em saber de onde vem este ímpeto que me leva à escrita.

 

Obviamente que, cada vez que revisito o tema, não obtenho qualquer espécie de resposta. Não percebo de onde vem este impulso que me agarra, noite após noite, a um computador ou, quando estou mais cansada, aos meus cadernos, e que me faz ter pedaços de histórias espalhados por todo o lado.

 

Talvez esta ausência de resposta seja a chave da razão que me leva a precisar ou a ter de escrever. Claro que ainda não encontrei a fechadura a que esta chave pertence mas lá vou procurando.

 

Pode ser que, um dia, a encontre.

 

Desafio a quem me lê (e que gosta de escrever) a responder a esta pergunta: tenho de escrever?

 

(se responderem nas vossas redes sociais ou nos vossos blogs, identifiquem-me para eu poder ler - no final, faço um post com todos vocês - tenho genuína curiosidade em saber porque têm de escrever)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.