Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(in)sensatez

por Catarina Duarte

(in)sensatez

por Catarina Duarte

Dom | 08.05.16

Um dia seremos turistas em Lisboa.

Catarina Duarte

 

turistas.jpg

Vamos abandonar os nossos carros em casa e descer a rua em direcção ao metro. Vamos analisar a sua rede, escolher o melhor caminho, definir o percurso da visita e por onde queremos começar a nossa senda. Vamos ligar-nos à linha azul, parar na Baixa-Chiado, subir até ao Camões, namorar a brasileira e subir e descer nos elevadores da Bica e de Santa Justa.

Vamos parar para beber um licor de ginja e degustar as suas ginjinhas embebidas em álcool, eu vou cravar-te as tuas, tu vais ceder à pressão e, como sempre, vais entorná-las no meu copo. Quando sairmos da casa dos licores, eu já vou estar a trocar o passo. 

Vamos apanhar o 28, vamos subir e descer colinas, até chegar à Graça, vamos estender-nos no miradouro, beber uma cerveja fresquinha, eu vou baixar as alças do top, tu vais enrolar as mangas da t-shirt, como verdadeiros turistas sedentos de sol, e vamos deixar-nos abraçar pelo quente do ar.

Quando acabar o descanso, vamos direccionar-nos para o castelo, vamos ver a cidade beijada pelo rio, vamos saborear o reflexo do sol nas telhas vermelhas e os pontos andantes dos turistas, lá em baixo, a visitar a nossa Lisboa.

Vamos andar bastante e, se ainda sobrar tempo, metemo-nos a caminho de Belém. Onde a Torre, o Mosteiro, o Padrão e os pastéis nos esperam. Vamos deixar-nos admirar e abraçar cada sítio com descoberta, como se fosse a primeira vez.

À noite, vamos deixar-nos embalar por uma noite de fados, dedicar tempo aos fadistas e dedilhar a saudade nos acordes das guitarras tão portuguesas.

Boa noite :)

 

Instagram @catarina_lduarte

Facebook https://www.facebook.com/catarinaduartewords

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.